Polícia de Rio Preto prende dois homens por morte de sem-teto

A Polícia Civil de São José do Rio Preto prendeu hoje dois homens acusados de matar a pauladas um morador de rua, ainda não identificado, na manhã de domingo passado na cidade. O corpo foi encontrado sob as arquibancadas do estádio Benedito Teixeira. Os acusados também são moradores de rua, mas tinham várias passagens pela polícia. Sérgio Roberto Ignácio, de 31 anos, o Cadeado, confessou que matou o sem-teto depois de uma discussão. Em depoimento ao delegado Osmar Ribeiro Santos, Cadeado disse ter sido auxiliado por Dejanir Donizete Aredes, 29 anos, o Rebesco, que também teria desferido pauladas na cabeça e no corpo da vítima. Rebesco negou a participação no homicídio que, segundo a polícia, não tem qualquer ligação com os ocorridos na Capital. De acordo com Cadeado, o crime foi praticado por vingança contra uma grassão anterior do morador de rua. Ele disse não se lembrar do motivo que o levou a cortar uma das orelhas do seu opositor.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.