Polícia de SP prende homem que tentou atear fogo em ônibus

A Polícia de São Paulo prendeu no fim da manhã desta sexta-feira um homem que tentou colocar fogo num ônibus, na zona leste da cidade. De acordo com a Secretaria Estadual de Segurança Pública, o caso aconteceu na Avenida Conselheiro Carrão, na Vila Carrão. Valnei Silva de Godói, de 31 anos, chegou a jogar gasolina no interior do coletivo, mas foi impedido por outros passageiros. A Polícia Militar foi chamada e prendeu o acusado em flagrante. Ele será apresentado à imprensa às 14 horas, no 31º Distrito Policial de Vila Carrão, pelo delegado titular, Manuel Adamuz Neto. Na noite de terça-feira, três coletivos foram incendiados no Parque Bristol e um carro da Polícia Militar foi metralhado, na frente da Estação Ipiranga da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM), na Avenida Presidente Wilson, na zona sul de São Paulo. Na quarta-feira, de dentro da Penitenciária 2 de Presidente Venceslau, integrantes do Primeiro Comando da Capital (PCC) disseram ao Estado que a facção nada tinha a ver com os ataques contra ônibus e policiais ocorridos na noite de terça-feira, em São Paulo. Os presos ligaram para o celular do advogado Jerônimo Ruiz Andrade Amaral, defensor de vários deles. Ele confirmou que os detentos falavam de dentro do presídio. A reportagem, que estava no portão da penitenciária, falou por cerca de dez minutos com três presos. Naquele momento, a P2 estava ocupada pela Tropa de Choque da Polícia Militar.

Agencia Estado,

09 Fevereiro 2007 | 12h45

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.