Polícia de SP prende suspeitos de morte de menino

A Polícia Civil de São Paulo prendeu hoje à tarde duas pessoas ligadas aos dois grupos que, ontem trocaram tiros, no Jardim Peri, zona norte, pela disputa de um ponto de venda de drogas, e mataram Luiz Felipe Fernandes da Silva, de 2 anos. O delegado Francisco Basile, titular da Seccional Norte de Polícia, informou que sete pessoas participaram do tiroteio. Uma de 11 anos. "Estão todos identificados e vamos prendê-los."Foram detidos I.O., de 25, que emprestou o carro para três rapazes que participaram do tiroteio e é acusado de fornecer armas para o grupo. O traficante tem o apelido de Dunga e disse que estava em outro lugar. Os dois tiveram a prisão temporária decretada. Hoje, o pedreiro Antônio Fernandes da Silva, pai de Luiz Felipe, no enterro do garoto no Cemitério Vila Nova Cachoeirinha, disse que fará um abaixo-assinado e uma passeata para pedir mais policiais. "Sempre falei para minha ex-mulher tirar meus filhos de lá porque é muito perigoso."Luiz Felipe era o caçula e único menino numa família de cinco filhos. Ele foi baleado no colo do padrasto, Carlos Alberto Vieira Ribeiro. "Quando corri, vi que ele já estava ferido." O coronel Renato Perrenaud, da PM, disse que o policiamento será reforçado no bairro.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.