Polícia desarticula grupo de extermínio que agia na Baixada Fluminense (RJ)

Foram apreendidos com a quadrilha, três pistolas, sendo duas calibre 9mm, e uma calibre ponto 40

estadão.com.br,

27 de dezembro de 2011 | 14h38

SÃO PAULO - Cinco integrantes de um grupo de extermínio que agia no município de Belford Roxo, na Baixada Fluminense, entre eles um policial militar, foram presos nesta terça-feira, 27, por policiais da Delegacia de Homicídios da Baixada Fluminense (DHBF), em conjunto com a Corregedoria Geral Unificada (CGU) e a Corregedoria da Polícia Militar.

Com a quadrilha, que é acusada de praticar vários homicídios e de extorquir traficantes daquela região, foram apreendidos três pistolas, sendo duas calibre 9mm, e uma calibre ponto 40; quatro revólveres, três calibre 32 e um calibre 38, uma escopeta, dois coletes e touca ninja.

Foram presos Diego de Castro Magalhães de Souza, o Cerol, de 28 anos, seu irmão, Rodrigo de Castro Magalhães de Souza, Wagner Moreira Correa, o Tiquinho, 27 anos, Marcelo Rosemberg dos Santos, conhecido como Zorro, 39 anos, e o tenente da Polícia Militar, Fernando Cardoso de Amaral, 28 anos, lotado no 15º BPM (Caxias). Segundo as informações, Diego e o tenente da PM já tinham passagem pela polícia por homicídio.

De acordo com os agentes, Tiquinho foi localizado em um conjunto habitacional naquele município, onde trabalhava como segurança. A ação foi em cumprimento a cinco mandados de prisão temporária e de busca e apreensão, expedidos pela 2ª Vara Criminal de Belford Roxo. As armas estava com Rodrigo, que foi preso em flagrante por porte ilegal de arma. Os agentes estão à procura do quinto integrante da quadrilha, que está foragido.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.