Polícia desarticula quadrilha que clonava caminhões roubados no Rio

Oficina clandestina em Santa Cruz teria adulterado cerca de 20 veículos em dois anos; duas pessoas foram presas em flagrante

03 Outubro 2012 | 14h25

SÃO PAULO - Policiais da Delegacia de Roubos e Furtos de Automóveis (DRFA) do Rio de Janeiro desarticularam uma quadrilha de receptadores responsável por clonar caminhões roubados no Estado. Em uma ação realizada na noite de terça-feira, 2, os agentes prenderam em flagrante o proprietário e um funcionário de uma oficina mecânica localizada em Santa Cruz, a 60 quilômetros da capital carioca, onde os veículos eram escondidos e adulterados.

O dono do estabelecimento, Marival Santana dos Santos, o Cabeção, de 41 anos, e o funcionário Agenor Carlos Peçanha, de 52 anos, conhecido como Jacaré, foram pegos no interior da oficina, que fica no bairro de Palmares. Foram necessários três meses de investigação para se chegar aos suspeitos.

No local, foram encontrados três caminhões com placas clonadas, roubados nos meses de julho, agosto e setembro, além de um caminhão com o chassi adulterado e material para remarcação de chassi. Os veículos, avaliados em R$ 700 mil, foram encaminhados para o pátio.

De acordo com a polícia, a oficina funcionava há cerca de dois anos e já adulterou uma quantidade estimada de 20 caminhões. Os dois detidos foram autuados por receptação qualificada - por se tratar de estabelecimento comercial - , além de adulteração de sinais identificadores de veículos. A pena pode chegar a 14 anos de prisão.

Mais conteúdo sobre:
quadrilhacaminhõesrio

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.