Divulgação Polícia Civil RS
Divulgação Polícia Civil RS

Polícia desarticula quadrilha que lucrava mais de R$ 800 mil por mês com roubo de veículos

Quadrilha atuava em Porto Alegre e peças clonadas eram revendidas pra 16 Estados

Luciano Nagel, especial para O Estado

26 Junho 2018 | 10h56

PORTO ALEGRE - Trinta e uma pessoas já foram presas, desde o início da manhã desta terça-feira, 26, em uma operação da Polícia Civil contra uma quadrilha suspeita de roubo e clonagem de veículos no Rio Grande do Sul. Segundo o Departamento Estadual de Investigações Criminais (Deic), os criminosos lucravam cerca de R$ 800 mil por mês. Em sua maioria, os roubos e clonagem dos veículos ocorriam em Porto Alegre, e as peças eram revendidas para outros 16 Estados. 

Entre os bens apreendidos nesta manhã, estão veículos importados com BMW X6, Land Rover Evoque, Freelander Malibu e um esportivo Lótus, de fabricação inglesa, avaliado em R$ 498 mil. Os mandados expedidos pela Justiça permitiram também o sequestro de imóveis, como mansões em praias de Santa Catarina e na Ilha da Pintada, em Porto Alegre. Dois iates também foram apreendidos pelos agentes. 

De acordo com a polícia, foram 11 meses de investigações monitorando a quadrilha. O grupo atuava como se fosse parte de uma empresa, onde cada criminoso tinha uma função no negócio, como líder, gerente, assessor administrativo, operadores financeiros e assaltantes.

+++ PF desarticula rede de contrabando de cigarros com atuação no sul do país e no Uruguai

No total, 370 policiais civis cumpriram 34 mandados de prisão (temporárias e preventivas), 52 de busca e apreensão e 72 de sequestro e indisponibilidade de imóveis, entre outros bens. As diligências foram cumpridas nos municípios de Porto Alegre, Canoas, Viamão, Alvorada, Gravataí, Guaíba, Arroio dos Ratos, São Jerônimo e Taquara.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.