Polícia descobre ações de Andinho fora de SP

A Polícia de São Paulo encontrou uma casa no sul de Minas Gerais que foi utilizada pela quadrilha liderada pelo seqüestrador Wanderson de Paula Lima, o Andinho. A descoberta confirma a suspeita de que o seqüestrador, que chefiava o crime na região de Campinas, também agia em outros Estados. Quando foi preso, Andinho chegou a declarar que só praticava delitos naquela área porque não conhecia outras cidades e se sentia mais seguro em sua própria região.Segundo o Bom Dia São Paulo, da TV Globo, a Secretaria Estadual de Segurança Pública também confirmou a presença do diretor do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), Domingos de Paula Neto, na coletiva à imprensa em que serão apresentados os laudos sobre o seqüestro e morte do prefeito Celso Daniel. A entrevista está marcada para às 14 horas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.