Polícia descobre cativeiro e liberta comerciante em SP

Após uma denúncia anônima, policiais militares do 19º Batalhão Metropolitano e do Grupo de Repressão e Análise de Delitos (Gradi) descobriram mais um cativeiro na cidade de São Paulo. Desde às 18h de ontem, o comerciante Antônio Lino da Silva estava algemado no interior de um sobrado na Rua Gláuber Rocha, na Favela da Ilha, no Jardim Planalto, perto da conhecida Favela Elba, em Sapopemba, zona leste da capital paulista.A vítima foi dominada às 17h30 de ontem, quando chegava em casa na picape S-10, no mesmo bairro, perto da favela. Três homens armados com pistolas obrigaram Silva a entrar na picape e foram com ele para a favela, mas pararam o veículo numa rua próxima para seguir a pé até a rua onde fica a casa que serviu de cativeiro.Por volta das 23h30 deste sábado policiais chegaram à favela e foram recebidos com tiros por pelo menos seis bandidos que fugiram em seguida. Não houve feridos. O comerciante, ainda com as algemas, saiu correndo de dentro do sobrado e pediu socorro aos policiais. Os seqüestradores já tinham realizado dois contatos com a família da vítima, mas nenhum valor para o resgate foi acertado. O caso foi registrado no 70º DP.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.