Polícia descobre rede de prostituição infantil no RS

Uma investigação da Polícia Civil revelou a existência de uma rede de favorecimento à prostituição infantil em Santa Bárbara do Sul, município de 10 mil habitantes localizado no noroeste do Rio Grande do Sul, a 330 quilômetros de Porto Alegre. O inquérito indicia 34 pessoas e será remetido à Justiça até quarta-feira pela delegada Caroline Virgínia Bamberg.Os acusados que forem condenados podem pegar penas de quatro a dez anos de prisão. A polícia começou a investigar o caso a partir de telefonemas anônimos.Descobriu-se que oito garotas, de 11 a 15 anos, eram aliciadas por moradores da cidade e mantinham relações sexuais com cerca de 30 clientes em hotéis e motéis da região, a preços que variavam de R$ 10 a R$ 30.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.