Polícia desmonta esquema de pornografia com menores

A polícia prendeu nesta sexta-feira Kely Renata dos Santos Alves, flagrada com dois menores em sua casa trabalhando para ela para um site pornográfico. De acordo com a polícia, as páginas de Kely na Internet estavam hospedadas em dois portais internacionais de pornografia. Kely agia junto com seu marido, oengenheiro Celso Nigro Engracia de Oliveira, de 44 anos, que tem curso depós-graduação em Harvard e está preso desde a semana passada por tráfico de drogas. De acordo com o menor E.D.P.J., de 16 anos, ele e um amigo, também de 16 anostinham relações sexuais e faziam danças eróticas em frente a uma câmara de TV que transmitia ao vivo para o site, das 21 horas ao meio dia do dia seguinte. ?Algumas vezes, transávamos com ela (Kely) e com seu marido?, disse. Os menores recebiam R$ 200,00 por hora de trabalho. A polícia chegou ao apartamento de Kely depois prisão de marido. ?Ela sempre vinha visitar o marido e começamos a desconfiar de que havia alguma coisa errada, então pedimos à Justiça, um mandado de busca em seu apartamento?, disse o delegado Azamus Neto, titular do 4º DP, onde Celso está preso. ?A polícia chegou ao apartamento às 17h30 sem saber ao certo o que ia encontrar. ?Batemos na porta e encontramos os dois menores nus e a câmara já montada?. Kely disse que recebia do portal R$ 3.500,00 por mês. ?Fazia isso porque eu gostava e quero crescer neste ramo como atriz pornô de Internet?. Ela no entanto negou que recrutasse os menores. ?Eles estavam lá porque queriam.?. O menor E.D.P.J., porém, disse que a proposta partiu de Kely. ?Trabalho com ela desde setembro do ano passado e a primeira vez que estive na casa dela foi para fazer maquiagem, porque ela é maquiadora profissional. Ela então perguntou se eu gostaria de me vestir de mulher, e eu disse que adoraria e ela passou a me explicar como ela trabalhava?. De acordo com E., ele sempre fazia personagens femininos cujo o pesudônimo era Tuila. Enquanto trabalhava recebia ordens de internautas do mundo inteiro, em diversas línguas, pedindo para que criasse várias posições?, disse. Os menores foram encaminhados para a Febem.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.