Polícia desmonta rede de tráfico em SP

A operação para desmontar a rede de narcotráfico em São Paulo teve início de madrugada de hoje, quando mais de 200 policiais civis, militares e federais e representantes do Ministério Público iniciaram uma mega-operação nas ruas de São José do Rio Preto e nos presídios da região de Araçatuba. No final da tarde, depois de prender 60 pessoas -- entre elas advogados, presidiários e empresários - , a polícia anunciou que a rede era comandada por celulares de dentro dos presídios e contava com ajuda de advogados, funcionários da Justiça e donos de revendedoras de automóveis. Essas 60 pessoas presas deverão responder por crimes de corrupção, lavagem de dinheiro, formação de quadrilha e associação para o tráfico de entorpecentes. O grupo, que trazia cocaína de Corumbá para vender em São Paulo, lavava o dinheiro com a compra de veículos. Segundo o delegado Waldomiro Bueno Filho, da Deinter de Rio Preto, eles movimentavam cerca de R$ 150 mil por mês.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.