Polícia desmonta refinaria de cocaína em prédio do centro

Droga saía do ?coração da Luz? direto para a rua, disse delegado; nove foram detidos, entre eles três menores

Camilla Haddad, O Estadao de S.Paulo

21 de janeiro de 2009 | 00h00

A Polícia Civil desmontou ontem à tarde um laboratório de preparo de droga no 18º andar de um prédio na Rua dos Gusmões, no centro de São Paulo, bem próximo do 3º Distrito Policial (Santa Ifigênia). No imóvel, uma quitinete, ocorria a fabricação de crack e refino de cocaína. Ali também era realizada a embalagem de maconha. Nove pessoas foram detidas, entre elas três adolescentes. "Desse prédio, bem no coração da Luz, saía a droga para a rua. O ambiente estava preparado para a venda e preparo da droga", afirmou o delegado Fernando Schmidt, do Setor de Investigação Geral (SIG). De acordo com ele, "microtraficantes" - pessoas que consomem e vendem drogas - abasteciam toda a região conhecida como Nova Luz, a antiga Cracolândia.Há dois anos no SIG, Schmidt contou nunca ter flagrado um laboratório na região. "Aqui (centro) a polícia é muito presente", disse. "Os laboratórios costumam funcionar em bairros periféricos ou no Brás, Mooca e Pirituba." O delegado explicou que investigava a quadrilha havia quatro meses, após recebimento de denúncia. "Esperamos o pessoal dormir, pela manhã, para depois entrar."Para o policial eram comercializadas de 500 a mil pedras de crack por dia, que movimentavam R$ 10 mil diariamente. No apartamento, os investigadores ainda encontraram diversos celulares e relógios de grife - possivelmente roubados de vítimas em semáforos do centro. "Eles (relógios) ainda podem ter sido trocados por droga." Ao todo, cerca de 2 quilos de cocaína foram apreendidos.Foram presos Sandra Marisa Rodrigues, Flávia Luzia da Silva, Paulo César da Silva, de 32 anos, Reginaldo Gomes, de 20, Kamila Amâncio, de 19, José Marcos dos Santos, de 30, e três adolescentes de 14, 16, 17 anos. Um deles tinha quatro passagens pela Fundação Casa.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.