Polícia detém 3 com animais silvestres na Dutra

Policiais civis do Setor de Investigações Gerais (SIG) da 6ª Delegacia Seccional Sul, localizada sobre o 102º Distrito Policial, em Capela do Socorro, zona Sul da capital paulista, detiveram, na madrugada desta quinta-feira, um casal e o motorista de um empresa de transportes acusados de tráfico de animais silvestres. O flagrante ocorreu no Auto Posto Roda Viva, situado na altura do quilômetro 224 da pista sentido São Paulo-Rio da Rodovia Presidente Dutra, em Guarulhos na Grande São Paulo.Foram presos José dos Santos Silva, 50, e sua esposa, Delzari dos Santos Silva, 43, além do motorista Wanderley de Souza Ribeiro, 26. Os três ocupavam um caminhão-baú da empresa Transporte Rápido 900, que além dos animais silvestres, estava carregado com um produto químico chamado Renex 95. A carga seguiria para o município de Suzano, mas os animais, procedentes de Camaçari, região de Feira de Santana (BA), seriam distribuídos em feirinhas livres na grande São Paulo. Dentro do caminhão havia 5 mil aves, entre estas, passarinhos de várias espécies e papagaios; além de iguanas e 120 macaquinhos.O delegado do SIG, Miguel Ferreira da Silva, disse que a polícia armou campana no posto localizado na Rodovia Presidente Dutra após receber denúncia anônima, na semana passada, sobre um caminhão que viria do Estado da Bahia e que realizaria uma parada neste ponto da rodovia. Os três detidos, como determina a lei, responderão pelo crime em liberdade e não foram obrigados a pagar fiança para serem liberados. Foi registrado um termo circunstanciado. Caso sejam condenados, o casal e o motorista podem pegar de seis meses a apenas um ano de prisão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.