Polícia detém 40 pessoas em manifestação no Recife

Do total, 26 são adultos e 14 menores; eles são acusados de desrespeitar ordem da PM para desobstruir vias

Ângela Lacerda, O Estado de S. Paulo

12 Julho 2013 | 15h30

RECIFE - Quarenta pessoas - 26 adultos e 14 menores - foram detidas em flagrante na noite de quinta-feira, 11, no Recife depois do encerramento da passeata do Dia Nacional de Lutas, no centro da cidade. Segundo a Secretaria de Defesa Social, o grupo continuou o protesto no bairro do Pina, na zona sul, interditando por duas horas os viadutos Joana Bezerra e Capitão Temudo.

A prisão foi motivada por desobediência à polícia, que determinou a desobstrução do trânsito e não foi atendida. Parte do grupo usava máscara. Os manifestantes foram levados à delegacia de Boa Viagem e responderam a um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) - aplicado a contravenções e crimes mais leves, com pena de até dois anos. Os menores foram levados para a Gerência de Polícia da Criança e do Adolescente (GPCA). Todos foram liberados.

A Secretaria de Defesa Social (SDS) informa que por volta das 19h30 de quinta feira, 11, a Policia Militar de Pernambuco prendeu o grupo na Avenida Herculano Bandeira, no bairro do Pina em razão de desobedecerem à ordem legal dos Policiais Militares para a desobstrução da via.

Os 26 adultos detidos foram conduzidos para Delegacia de Policia de Boa Viagem, e os 14 menores encaminhados a Gerência de Polícia da Criança e do Adolescente - GPCA. Todos responderam a um Termo Circunstanciado com base no Art. 330 do código penal - desobediência. Se condenados, poderão pegar pena de detenção de 15 dias a 6 meses. Após os procedimentos legais, os maiores serão submetidos a exame de corpo de delito, e em seguida liberados. Já os adolescentes serão entregues aos pais.

Mais conteúdo sobre:
protestos recife presos

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.