Polícia detém mais 3 acusados de atentado a jornalista

Numa ação conjunta das Polícias Civis de Brasília e de Goiás, foram presos ontem mais três suspeitos de envolvimento no atentado ao jornalista Amaury Ribeiro Júnior, do Correio Braziliense. Ele foi baleado há duas semanas, quando fazia uma série de reportagens sobre o tráfico na região do Entorno. Anteontem, a polícia já havia capturado Fábio Gonçalves. Entre os detidos ontem, dois são menores e foram levados para o Centro de Atendimento Socioeducativo ao Adolescente, em Luziânia, a 50 quilômetros de Brasília. O outro suspeito, conhecido como Bebeto, foi levado para a delegacia local. A polícia busca agora o quinto integrante do grupo, que seria o autor dos disparos, e procura pistas do mandante do atentado, que poderia servir para intimidar o jornalista. FORÇA NACIONAL O governo federal adiou para terça-feira a decisão sobre o início das operações da Força Nacional de Segurança na região do Entorno. Em reunião ontem do secretário nacional de Segurança Pública, Antônio Carlos Biscaia, com representantes dos governos de Goiás e do Distrito Federal, ficou definido o emprego de 500 policiais nas ações, que visam a desarticular quadrilhas, sobretudo de tráfico de drogas. A Força atuará emergencialmente por seis meses. Após esse período, um contingente permanecerá em caráter efetivo para dar suporte às ações do Programa Nacional de Segurança com Cidadania (Pronaci) previstas para o Entorno.

Vannildo Mendes, Brasília, O Estadao de S.Paulo

28 Setembro 2007 | 00h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.