Polícia divulga retrato falado de assassino de menina

Dois dias depois de encontrar o corpo de Rachel Maria Lobo Genofre, de 9 anos, dentro de uma mala na Rodoferroviária de Curitiba, a Polícia Civil do Paraná divulgou ontem o retrato falado do principal suspeito de ter cometido o crime. A descrição apresentada pelo delegado-chefe da Delegacia de Homicídios, Jaime Luz, resulta de vários depoimentos, principalmente de comerciantes.Um dos principais focos foram os vendedores de malas que atuam perto do terminal e Praça Rui Barbosa, no centro, onde Rachel costumava descer do ônibus e caminhar quatro quadras até a escola. "Foram ouvidas centenas de pessoas, além de outras que fizeram denúncias anônimas. Estamos empenhados em desvendar esse crime bárbaro e o culpado será preso e punido", assegurou.Segundo a polícia, o suspeito é moreno claro, pesa cerca de 70 quilos, tem aproximadamente 1,68 metro, olhos claros e cabelo negro ou castanho escuro e aparenta 50 anos. No dia do crime, o suspeito usava camisa branca, jaqueta marrom, calça jeans e sapatos. Pela manhã, cerca de mil pessoas, segundo a PM, participaram de uma passeata pela paz e para pedir agilidade nas investigações. O pai Michael Genofre agradeceu o apoio da população.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.