Polícia diz que assassino de Ubiratan será conhecido na próxima semana

O delegado-geral da Polícia Civil, Marco Antônio Desgualdo, afirmou na tarde desta sexta-feira, 23, que o assassino do coronel e deputado estadual Ubiratan Guimarães, deverá ser conhecido na próxima semana. De acordo com informações da reportagem da Rádio Eldorado AM, Desgualdo afirmou que a polícia tem toda a cronologia do crime e que as provas estão se concretizando. " O caso exige cautela porque o crime foi cometido entre quatro paredes, sem testemunhas e, portanto, não dá para indiciar sem provas substanciais.? Ainda faltam laudos do Instituto de Criminalística (IC) sobre as provas objetivas.O promotor Luiz Fernando Vaggione, que acompanha as investigações do assassinato de Ubiratan Guimarães, afirmou que o inquérito está na fase final e ressaltou que a advogada Carla Cepollina é suspeita. "Isso é fato notório. Os indícios que estão sendo recolhidos no inquérito apontam para uma mesma tese, um mesmo suspeito. Ela foi a última pessoa que esteve no apartamento. Não há um outro indício que não aponte para a Carla", declarou. Vaggione participou de uma reunião no Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) na tarde desta sexta-feira, segundo a reportagem da Rádio Eldorado AM. (Matéria atualizada às 17h20)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.