Polícia do DF prende jovem suspeito de matar a mãe e enterrar no quarto

Mulher estava desaparecida havia 27 dias; filho chegou a distribuir panfletos para localizá-la

Fabiana Marchezi, da Central de Notícias

13 de maio de 2010 | 14h41

SÃO PAULO - Um jovem de 26 anos foi preso na quarta-feira, 12, por suspeita de matar e enterrar a mãe no próprio quarto da casa onde eles moravam, em São Sebastião, no Distrito Federal.

 

De acordo com a polícia, Rosilda Maria de Fátima, de 48 anos, estava desaparecida havia 27 dias. O rapaz chegou a registrar o desaparecimento da mãe, fez panfletos e distribuiu em vários locais do Distrito Federal. Porém, ao menos três denúncias anônimas informaram à polícia que o corpo de Rosilda estaria enterrado na casa.

 

O jovem teria feito uma obra no quarto e preparado um local para esconder o corpo da mãe, que estava embaixo de camadas de brita, terra, sacos plásticos e uma mistura de cal, que serviriam para acelerar a decomposição e disfarçar o mau cheiro.

 

Na delegacia, o suspeito confessou ter matado a mãe com golpes de martelo. Ele vai responder por homicídio e ocultação de cadáver. O caso foi registrado na 30ª Delegacia de Polícia.

Tudo o que sabemos sobre:
DF

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.