Polícia do Reino Unido prende suspeito de matar brasileira na Inglaterra

Aliny Mendes foi esfaqueada quando pegava os filhos na escola; ex-marido é acusado do crime

Leonardo Augusto, Especial para O Estado de São Paulo

11 de fevereiro de 2019 | 11h23

BELO HORIZONTE - As autoridades inglesas prenderam um homem suspeito de matar a facadas a brasileira Aliny Mendes, 39 anos, na região de Surrey, sul da Inglaterra. O assassino seria o ex-companheiro de Aliny, identificado como Ricardo Godinho, de 41 anos. Ele também é brasileiro e já foi preso. O crime aconteceu na sexta-feira, 8, quando Aliny pegava os filhos na escola. Ela estaria com um dos filhos nos braços quando foi morta.

 

Uma página de arrecadação de fundos foi criada na internet para o envio do corpo de Aliny para o Brasil e pagamento de advogados. O sistema, por volta das 9 horas desta segunda-feira, 11, havia arrecadado 42,800 libras, ou R$ 205.440,00. Os quatro filhos de Aliny e Godinho foram colocados sob a custódia do governo britânico. Um outro homem que estaria junto com o ex-marido de Aliny no momento do crime também foi preso.

Desde sexta-feira, foram postados vários comentários na página do suspeito de matar Aliny, no Facebook. "Você tirou o que essa crianças mais amavam! O mundo delas! Você não matou somente a Aliny, mas seus filhos também! Que você nunca mais saia da cadeia, monstro, e que eles nunca te perdoem", diz uma das postagens. Publicações na rede social mostram que o suspeito vivia em Epsom, a cerca de seis quilômetros do local do crime e trabalhava com reformas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.