Polícia do Rio apreende drogas em barco, durante festa

Após uma denúncia anônima, policiais federais e militares encontram hoje de madrugada drogas em um barco que estava prestes a sair para uma festa na Baía de Guanabara. De acordo com a polícia, havia na embarcação maconha, frascos de lança-perfume e comprimidos ecstasy. A Polícia Federal informou que abriu inquérito para apurar se Sérgio dos Santos Chagas Filho, organizador da festa, tem envolvimento com o tráfico de drogas. Segundo a assessoria de imprensa da PF, Rafael Viana Martins, de 21 anos, foi detido com 5 gramas de maconha que guardava num bolso. Ele foi levado para a delegacia e liberado em seguida. Os policiais apreenderam 22 frascos de lança-perfume, dois cigarros de maconha, cinco trouxinhas da mesma droga e dois comprimidos de ecstasy.A ação, que contou com o auxílio de um helicóptero, cães farejadores e lanchas, começou por volta de uma hora. Depois da operação, a embarcação foi liberada, mas só parte dos 130 convidados quis permanecer na festa rave, que começou às 3 horas e terminou por volta de 8h, quando o saveiro retornou à Marina.De acordo com o empresário Fred Baumgartner, proprietário do barco que foi alugado para o evento, o saveiro Beethoven se preparava para deixar a Marina da Glória, na zona Sul, quando os policiais apareceram. "Os policiais chegaram causando um grande tumulto. Vieram com cães farejadores." Ele contou ainda que não viu a maconha nem o ecstasy. "Só vi pegarem dois vidros de lança-perfume." Baumgartner alegou não conhecer o dono da festa nem saber da existência da droga. "Só sei que é um promotor de eventos que queria alugar o barco e vender convites para o evento."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.