Polícia do Rio investiga atropelamento proposital de homossexual

Rapaz de 22 anos morreu; ele teria discutido com motorista de van, que o atingiu em seguida

Sergio Torres, O Estado de S. Paulo

03 Maio 2013 | 14h51

RIO - A Polícia Civil investiga a morte de Eliwellton da Silva Lessa, de 22 anos, atropelado na segunda-feira, 29, em São Gonçalo (cidade na região metropolitana do Rio). Dois amigos que o acompanhavam disseram à 74ª Delegacia que o rapaz foi atingido propositalmente por uma van, que passou três vezes por cima do corpo. Homossexual, Lessa discutira momentos antes com o motorista, de acordo com os depoimentos.

Após o atropelamento, o motorista fugiu ao volante da van. A vítima morreu no Hospital Geral Alberto Torres, em São Gonçalo. Ele fraturou a coluna em três lugares, quebrou três costelas e a bacia.

As testemunhas disseram que passavam pela Estrada Raul Veiga, quando Lessa foi xingado pelo motorista. O rapaz reagiu e houve luta corporal, segundo os depoimentos. Após a briga, o carro se afastou. O ataque da van ocorreu um quarteirão adiante quando os amigos estavam distraídos.A polícia tenta descobrir há quatro dias quem é o motorista do veículo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.