Polícia do Rio prende 2º suspeito de matar líder do AfroReggae

Identificado pelo comparsa como Renge, homem é acusado de ter efetuado disparo que matou Evandro Silva

Pedro Dantas, de O Estado de S. Paulo,

28 de outubro de 2009 | 17h39

A Polícia Civil do Rio prendeu na tarde desta quarta-feira, 28, o segundo suspeito de envolvimento no assassinato do coordenador do AfroReggae Evandro João da Silva, de 42 anos. Identificado pelo comparsa como Renge, ele é acusado de ter efetuado o disparo que matou Evandro no último dia 18.  

 

Veja também:

linkPreso diz que não matou membro do AfroReggae

linkCaso AfroReggae expõe 'gangrena' em PM do Rio, diz 'Le Monde'

 

Mais cedo, a polícia havia divulgado o retrato falado de Renge. A imagem havia sido produzida com base em informações passadas por Rui Mário Mauricio Macedo, o Romarinho, outro suspeito do crime preso na noite de segunda-feira. Romarinho alegou ser apenas um morador de rua, mas a caminho da 1ª Delegacia de Polícia admitiu participação no roubo. O assaltante tem antecedentes criminais

 

Imagens gravadas por câmeras de vigilância mostram que Renge agrediu e atirou contra a vítima em frente a uma agência bancária no centro do Rio. Dois policiais militares que atenderam a ocorrência continuam presos. 

 

O capitão Dennys Bizarro e o cabo Marcos de Oliveira Sales chegaram logo depois que o coordenador do AfroReggae foi baleado. Eles rendem os assaltantes, ficam com um par de tênis e uma jaqueta roubados de Evandro e liberam os bandidos. A vítima fica agonizando sem socorro.

Tudo o que sabemos sobre:
AfroReggaeRioviolência

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.