Polícia do Rio vai atacar "fonte de renda" dos traficantes

O chefe de Polícia Civil, delegado Álvaro Lins, disse nesta quinta-feira que, depois de ocupar as favelas dominadas pela facção criminosa Comando Vermelho, o passo seguinte da operação Rio Seguro será atacar ?o ponto que serve de principal fonte de renda? para os traficantes, já identificado pela polícia.Lins não revelou qual é, por razões de segurança.O delegado acredita que a transferência do traficante Luiz Fernando da Costa, oFernandinho Beira-Mar, do Rio para o interior de São Paulo, vai fazer com que seu poderà frente do tráfico de drogas seja diluído.Beira-Mar é um dos cabeças da facção que seria responsável pelos seguidos atos de violência que vêm ocorrendo no Rio desde a última segunda-feira. ?O distanciamento dele de sua base de operações dificulta a gestão de seus negóciose o enfraquece. Com isso, podemos aproveitar e dar um golpe mortal nessa facção.?Lins disse, no entanto, que o fim do tráfico no Rio depende de vários fatores econômicos, sociais e legais. ?Mas a parte da polícia nós vamos fazer.?Veja o especial:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.