Polícia e MP paulistas vão investigar assassinato de Celso Daniel

O vice-procurador-geral da República, Haroldo Ferraz da Nóbrega, disse, na tarde deste domingo, que as investigações sobre o assassinato do prefeito de Santo André, Celso Daniel (PT), devem ficar a cargo da Polícia e do Ministério Público paulistas.Segundo ele, mesmo que fique provado que o crime teve motivação política, o assunto é de competência estadual.Nóbrega, que está chefiando neste mês a procuradoria-geral, informou que até o momento não houve pedido para que o Ministério Público Federal entre no caso.Polícia FederalA assessoria de imprensa da Polícia Federal informou neste domingo à tarde que, se o assassinato do prefeito Celso Daniel (PT) teve motivação política,o órgão poderá no futuro abrir um inquérito para investigar o caso.A assessoria disse que policiais federaisestiveram neste domingo no local onde foi encontrado o corpo do prefeito.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.