Polícia encontra carro roubado em seqüestro de assessora de Genoino

A polícia encontrou nesta quarta-feira, por volta das 8h30, o Marea 2003 blindado de propriedade do diretório nacional do PT que havia sido roubado na segunda-feira à noite por três ladrões que por pouco não seqüestraram o presidente nacional do partido, José Genoino. Os criminosos dominaram a assessora Daniela Farah Antunes, de 31 anos, e o motorista Edson Tadeu Zacharias, de 49, e os mantiveram como reféns por aproximadamente uma hora. Genoino escapou por causa de uma escova de cabelo. Daniela e Zacharias esperavam pelo político ao lado do carro. Estavam estacionados em frente à casa de Genoino, no Butantã, em São Paulo, e iam levá-lo para o estúdio da Rede Cultura, onde o presidente do PT seria entrevistado no programa Roda Viva. Genoino estava no corredor da casa, dirigindo-se para o carro, quando lembrou ter esquecido uma escova de cabelos. Enquanto voltava para apanhá-la, dois dos ladrões abordaram a assessora e o motorista. Além do carro, os bandidos roubaram os cartões bancários e telefones celulares das vítimas. O veículo, que foi encontrado sem danos aparentes, estava estacionado na Rua Amália de Oliveira Vargas, uma travessa da Avenida Heitor Antonio Eiras Garcia, no Butantã. Um morador viu o carro e chamou a Polícia Militar. O local foi cercado a fim de que os peritos do Instituto de Criminalística (IC) pudessem examinar o Marea em buscas de pistas do crime. O principal objetivo era recolher impressões digitais dos ladrões no veículo. O Setor de Investigações Gerais (SIG) da 3ª Delegacia Seccional, que investiga o caso, está rastreando os saques que podem ter sido feitos com os cartões a fim de tentar identificar os assaltantes. Os policiais divulgaram hoje o retrato falado de um dos suspeitos. "Temos algumas pistas e esperamos prender os autores desse crime", afirmou o delegado Dejar Gomes Neto, titular da seccional.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.