Polícia encontra cemitério clandestino em favela do Rio

A polícia encontrou, na noite de ontem, um cemitério clandestino localizado na Favela da Foice, em Pedra de Guaratiba (zona oeste do Rio). De lá, foram retirados dois corpos e duas ossadas. De acordo com a polícia, outros corpos ainda estão enterrados no local.Dois cadáveres são de Maria Santana dos Santos, de 32 anos, conhecida como Baianinha, e do comerciante Denilson Paulo da Silva, de 34, desaparecidos desde o mês passado.O delegado Antonio Silvino Teixeira, da delegacia de Guaratiba, contou que Maria Santana desapareceu no dia 13 de agosto. Ainda não se sabe em que circunstâncias ela foi assassinada.Denílson, apontado como testemunha do assassinato da mulher, desapareceu cinco dias depois. "Ele teria pedido aos bandidos que desistissem do crime", disse o delegado.Segundo Teixeira, os policiais chegaram ao cemitério por meio de informações do Disque-Denúncia. "A área é muito grande. Já encontramos outras covas e, certamente, há mais corpos. Encontramos duas ossadas, o que nos leva a concluir que o lugar é usado há bastante tempo para esconder corpos de pessoas assassinadas", completou.

Agencia Estado,

02 de setembro de 2004 | 18h27

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.