Polícia encontra drogas em creche do Rio

Policiais do 27º Batalhão da PM , em Santa Cruz, na zona oeste do Rio de Janeiro, apreenderam na noite desta segunda-feira drogas e carregadores de fuzil escondidos numa creche comunitária, onde estudam 150 crianças. A diretora da escola, que funciona no local há 40 anos, Maria da Conceição dos Santos, de 70 anos, disse que desconhecia que havia drogas na creche.Uma denúncia anônima ao batalhão informava que havia maconha e cocaína no terreno da Creche-Escola Comunitária Nossa Senhora da Conceição, no conjunto Gerdau, em Santa Cruz, e os policiais encontraram ali 38 porções de cocaína, 259 trouxinhas de maconha e dois carregadores de fuzil 762.A polícia, no entanto, não acredita na conivência da diretora. "Traficantes estariam fugindo de alguma batida e jogaram a droga no terreno da creche para fugir do flagrante", disse o chefe do Setor de Investigações, que se identificou apenas como inspetor Carlos.OcupaçãoPoliciais do 17º Batalhão do PM, na Ilha do Governador, mantiveram nesta terça-feira a ocupação na Vila Joaniza. Nesta segunda-feira, PMs, traficantes e moradores se enfrentaram na favela. A morte de Washington Luiz Pereira teria sido a causa do conflito, marcado por tiros, explosões de bombas de efeito moral e barricadas de fogo.No início da tarde desta terça, homens do Batalhão de Operações Especiais (Bope) fizeram uma operação no Morro da Mineira, no Catumbi, centro do Rio. Durante a madrugada, a polícia também fez uma "ocupação" inédita, na Linha Amarela, cenário de crimes nas últimas semanas. Na última quinta-feira, um motorista que passava pela via foi assassinado e, nesta segunda-feira, houve troca de tiros entre policiais e criminosos, assustando motoristas que passavam pela via, principal ligação da zona oeste com a zona norte do Rio.Policiais do 18º BPM, em Jacarepaguá, prenderam, nesta terça, Gleick Santos da Cunha, de 28 anos, na Cidade de Deus com um fuzil. Ele estava em uma casa, na Travessa Murta, e foi denunciado por um telefonema anônimo, sendo detido em flagrante por policiais do 18º BPM (Jacarepaguá).Na mesma favela, foi preso também Wellington Gonçalves Fernandes, morador de Nova Iguaçu. Ele estava com uma caixa com quatro morteiros e 37 porções de cocaína. Os dois casos foram registrados na 32ª DP (Jacarepaguá).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.