Polícia estoura cativeiro e liberta chinês em São Paulo

Agentes da Divisão Anti-Seqüestro (DAS) estouraram um cativeiro montado nos fundos de um sobrado na Casa Verde, zona norte de São Paulo, no início na madrugada desta terça-feira. No local, um microempresário chinês do setor têxtil era mantido refém há três dias. Algemado e com escoriações pelo corpo ? sinal de que possivelmente apanhou dos seqüestradores -, a vítima não era vigiada no momento em que os investigadores localizaram-no. Várias munições para revólver calibre 38 foram apreendidas no local. Momentos antes da polícia chegar ao imóvel, um casal, acusado de ser o intermediário entre os criminosos e parentes do chinês, já havia sido preso.Bráulio Rodrigues e Sandra Regina Soares de Oliveira foram detidos após investigações. "Acreditamos que essa quadrilha seja formada por pelo menos cinco pessoas e que tenha ligação com a máfia chinesa", disse o delegado Paulo Lew. A polícia confirma que nada havia sido pago ainda pelos parentes, mas não quis revelar o valor que estava sendo exigido pelo resgate. Segundo o delegado, Sandra é casada com um vereador que atua no Nordeste.

Agencia Estado,

10 de agosto de 2004 | 04h56

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.