Polícia estoura cativeiro e liberta menina de 6 anos em SP

Uma quadrilha de seqüestradores foi detida no final da noite de domingo no bairro de Cidade Tiradentes, no extremo Leste da capital paulista. Desde o dia 10 de dezembro, eles mantinham como refém uma menina de 6 anos.Dois casais foram detidos por investigadores da Divisão anti-seqüestro num apartamento da Cohab Cidade Tiradentes. A menina, identificada como J.C.L., havia sido levada no final da noite do dia 10, por três ocupantes de um Corsa, na Rua Haddock Lobo, nos Jardins, zona Sul da capital paulista, quando caminhava com a mãe e o irmão de 5 anos. Segundo a polícia, o pai dela possui lojas de CDs na região da Augusta.Entre os presos está a ex-empregada doméstica da família da vítima, Eliete Pinheiros, de 41 anos, e o marido dela, José Augusto Martins Pires, de 30 anos, que havia trabalhado como segurança em uma casa noturna, na Praça Princesa Isabel, região central, pertencente ao pai da menina. Com a prisão do casal, os policiais conseguiram chegar até o cativeiro e libertar a vítima.Também foram presos Hélio Belfort Pires, de 24 anos, e Jaqueline Oliveira Macedo, de 19. A polícia procura agora um quinto envolvido no seqüestro que seria o mentor intelectual do crime. Ainda, segundo a polícia, após ser detida e levar os policiais até o cativeiro, Eliete foi reconhecida pela menina, que a chamava de "tia".Esta matéria foi alterada às 08h35 para acréscimo de informações.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.