Polícia estoura central de pirataria de vídeos

Após uma denúncia anônima, policiais miltares do 22º Batalhão conseguiram invadir, por volta das 22h desta quarta-feira, uma residência da Rua Antonio Pedro Teixeira, no Jardim São Jorge, zona sul, onde funcionava uma minicentral de pirataria de vídeos. Uma estudante, de 20 anos, e uma auxiliar-administrativo, de 23, foram presas. Mas as duas serão liberadas pelo delegado do 80º Distrito Policial, de Vila Joaniza, pois ainda estão sendo feitos os trabalhos de perícia. Depedendo dos resultados do Instituto de Criminalística, elas poderão ser investigadas.A denúncia que chegou à PM era de que no local várias pessoas trabalhavam em conjunto na falsificação de filmes. Foram encontrados na casa 15 aparelhos de vídeo-cassete, 210 fitas de vídeo pirateadas, 60 fitas de vídeo virgens, 99 estojos de fitas, um aparelho de fax, uma impressora, latas de tinta e solvente, quatro telas de silk-scream, uma fita limpadora de vídeo, um compressor para pintura e várias capas de fitas de vídeo já impressas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.