Polícia estoura central telefônica em Campinas

A polícia estourou ontem à noite uma central telefônica que funcionava na Rua Irmã Serafina, região central de Campinas. Os policiais do Serviço Reservado da Polícia Militar de São Paulo obtiveram um mandado de busca e apreensão no Fórum de Campinas e procederam o flagrante. Duas mulheres foram presas. No local, foram apreendidos três aparelhos celulares, carregadores, dez aparelhos telefônicos, dez agendas e várias contas telefônicas. Também foram encontradas cartas de presidiários, cartões de crédito e disquetes. Segundo a polícia, nas contas estavam registrados telefonemas para Campinas e cidades da região. Os policiais disseram ainda que os aparelhos eram programados para transferir ligações. Todo o material foi apreendido pela PM, que investigava o caso há algumas semanas. Os policiais não entraram em detalhes sobre o funcionamento da central, nem se ela servia a alguma façção criminal, mas afirmaram que continuarão investigando a origem e o objetivo dos telefonemas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.