Polícia estoura clínica de abortos em SP

A Polícia Civil descobriu na noite de ontem uma falsa clínica de acupuntura que, na verdade, realizava abortos e funcionava irregularmente. Agentes do Setor de Investigações Gerais (SIG), da 4ª Delegacia Seccional Norte, prenderam, em flagrante, às 19h, após receberem denúncia anônima, Nelson Takara Uchimura, de 52 anos, e sua assistente, Maria Neckel, 48. O casal foi detido ainda no interior da clínica, localizada na Rua Pedro Doll, nº 159, no Jardim Santana, zona Norte de São Paulo, logo após realização de mais um aborto. Nelson já tinha 29 passagens pela polícia, 28 por abortos e uma por falsidade ideológica. Quando os policiais chegaram no local, Nelson estava saindo da clínica, e, inicialmente, disse que lá eram realizadas sessões de acupuntura. Mas a história foi desmascarada após a polícia encontrar uma adolescente, de 17 anos, que havia chegado de São Vicente, litoral do Estado, e já tinha realizado o aborto. A menor estava bastante ensangüentada e sob efeito de tranquilizantes. A garota foi encaminhada para o Pronto-socorro do Mandaqui e já passa bem. Dentro da clínica, foram encontrados diversos tipos de medicamentos, seringas, agulhas, uma mesa ginecológica e R$ 2.500,00.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.