Polícia faz acareação entre vigia e testemunha da morte de Mércia

Evandro Bezerra Silva foi preso na semana passada em Sergipe; polícia pretende esclarecer participação de vigia e descobrir se ele recebeu dinheiro pelo crime

Fabiana Marchezi, do estadão.com.br

13 de julho de 2010 | 11h23

SÃO PAULO - A Polícia Civil de São Paulo realiza desde a manhã desta terça-feira, 13, uma acareação entre o vigia Evandro Bezerra Silva, de 38 anos, que foi preso na semana passada em Sergipe, e uma das testemunhas do assassinato da advogada Mércia Nakashima.

 

Veja também:

linkVigia participou do assassinato de Mércia Nakashima, afirma polícia

linkVigia é indiciado por participar de morte de advogada

video Assista a trecho de depoimento do vigia

 

Com isso, a polícia pretende esclarecer a participação de Silva e se ele recebeu algum dinheiro pelo crime. Para o diretor do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), Marco Antônio Desgualdo, o policial militar aposentado Mizael Bispo de Souza matou a advogada, sua ex-namorada, por achar que era traído. Segundo Desgualdo, Souza ainda premeditou o crime com a ajuda do amigo, o vigia, que já foi indiciado por homicídio.

 

Souza está foragido desde sábado e deve ser indiciado como autor do crime. O Ministério Público pediu na segunda-feira, 12, a conversão da prisão temporária de 30 dias em preventiva, por tempo indeterminado. As investigações duram quase dois meses. A testemunha citada pela polícia afirmou em depoimento que foi procurada pelo vigia após a morte de Mércia. O suspeito teria dito que fez uma coisa errada e precisava de dinheiro para fugir.

 

Texo atualizado às 12h50.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.