Polícia faz blitz contra milícia na zona oeste

A Polícia Civil do Rio iniciou ontem um "choque de fiscalização" contra as milícias que atuam em Campo Grande, Santa Cruz e Guaratiba, na zona oeste. A operação, batizada de Têmis 2, em referência à Operação Têmis, que prendeu 45 milicianos na semana passada, se estenderá por pelo menos 30 dias. As ações se concentraram no bairro de Campo Grande, onde foram estourados um paiol de armas, dois depósitos clandestinos de gás e três centrais de distribuição de sinal pirata de TV a cabo. Ninguém foi preso. Na Favela do Pedregulho, havia um adesivo com o símbolo do Batman, apelido do miliciano Ricardo Teixeira da Cruz, recapturado para Bangu 8 em maio.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.