Polícia faz operação na Vila Kennedy contra Comando Vermelho

Cerca de 180 policiais tentam cumprir 35 mandados de prisão e 45 de busca e apreensão, contra traficantes que atuavam em favelas

Thaise Constancio, O Estado de S. Paulo

08 Agosto 2014 | 09h09

Corrigida às 20h11

RIO - Quinze pessoas já foram presas em uma operação da Delegacia de Combate às Drogas (DCOD) para desarticular um braço da facção criminosa Comando Vermelho (CV). Cerca de 180 policiais de diversas delegacias especializadas tentam cumprir 35 mandados de prisão e 45 de busca e apreensão, contra traficantes que atuavam em favelas dos bairros de Coelho Neto (zona norte) e Bangu (zona oeste), além da Baixada Fluminense e na cidade de Mauá, em São Paulo.

A operação tem o apoio da Coordenadoria de Recursos Especiais (CORE), um helicóptero e dois veículos blindados (caveirão). Dos 15 detidos, 13 foram presos no Rio (a maioria nas favelas da Vila Kennedy, em Bangu) e os outros dois em Mauá.

Segundo o delegado Márcio Mendonça, o traficante Marcelo Cardoso, conhecido como Marcelo Pezão, chefe do tráfico de Vila Kennedy, está preso em Bangu 3, no Complexo Penitenciário de Gericinó. A polícia quer pedir a transferência dele para um presídio fora do Rio.

A investigação começou há cinco meses pela DCOD e identificou o apoio de dois traficantes em São Paulo. A Vila Kennedy possui uma Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) desde maio deste ano.

Mais conteúdo sobre:
Vila Kennedy Mauá Comando Vermelho DCOD

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.