AO VIVO

Acompanhe notícias do coronavírus em tempo real

Polícia faz retrato falado de assassino de radialista

Duas testemunhas do assassinato do radialista Pedro Luiz Júnior, de 51 anos, morto com três tiros na noite de sábado em Campinas durante um assalto, foram levadas nesta terça-feira a São Paulo para descrever fisicamente o criminoso e ajudar na produção de um retrato falado.Segundo o diretor do Departamento de Polícia do Interior 2 (Deinter 2), na região de Campinas, Laerte Goffi Macedo, o retrato será divulgado em Campinas para auxiliar na busca do assassino. As testemunhas foram levadas à Delegacia Geral de Polícia de São Paulo, onde o retrato falado seria produzido por peritos, com recursos de informática. "O objetivo é distribuí-lo em pontos estratégicos, de grande fluxo de pessoas, para que a população colabore para ajudar a identificar o criminoso", comentou Macedo. CrimeO radialista e comentarista esportivo, que trabalhava na CBN Campinas, foi assassinado quando chegava em casa do trabalho, na Vila João Jorge.Um homem o abordou quando abria o portão, anunciou o assalto e disparou três tiros contra Pedro Luiz Júnior, mesmo sem ele ter reagido. O assaltante também tentou atingir um funcionário da rádio que havia levado o radialista para casa e, sem conseguir, fugiu a pé. O assassino roubou a carteira com documentos e uma mochila do radialista. Embora os indícios apontem para latrocínio, roubo seguido de morte, a polícia não descartou a hipótese de crime de vingança.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.