Polícia fecha central telefônica no interior de São Paulo

A Polícia Civil desmontou nesta segunda-feira, 13, uma central telefônica clandestina que era utilizada para ligações entre celulares de penitenciárias do interior do Estado. A central funcionava há uma semana na casa de Maria de Lourdes Siliano, de 37 anos, no bairro Solo Sagrado, em São José do Rio Preto, a 450 quilômetros de São Paulo. No local também foram presos Fabiano de Oliveira da Silva, de 23 anos, foragido do regime semi-aberto da Penitenciária de Valparaíso, e Rodrigo Moraes da Silva, de 21 anos, foragido do Instituto Penal Agrícola (IPA) de São José do Rio Preto. Os dois estavam presos por tráfico de drogas e são suspeitos de participarem da facção criminosa Primeiro Comando da Capital (PCC). Segundo a polícia, a central era comandada pelo PCC para facilitar a comunicação entre seus integrantes. Uma adolescente também foi detida no local e encaminhada ao Juizado de Menores.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.