Polícia Federal pode até interditar Baía de Guanabara

O programa desenvolvido pela Polícia Federal para combater o crime organizado no Rio, que já vem sendo aplicado, prevê ações diferenciadas e, se necessário, até a possível interdição da Baía de Guanabara. O objetivo é impedir a entrada de armas, munição e drogas. No fim do ano passado e começo deste ano, a força-tarefa montada pelo Ministério da Justiça possibilitou a apreensão de 40 toneladas de maconha, 2 toneladas de cocaína e armas. A Polícia Federal recebeu R$ 20 milhões do Sistema Único de Segurança e o reforço de 50 agentes e delegados para fazer parte da equipe de levantamento e combate específico ao crime organizado.

Agencia Estado,

09 Junho 2003 | 21h45

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.