Polícia Federal prende chefe do Ibama em Mossoró

Operação Corrupião também cumpriu mandado de busca e apreensão na sede do órgão

Ana Paula Niederauer, O Estado de S.Paulo

01 Fevereiro 2018 | 11h50

A Polícia Federal prendeu na manhã desta quinta-feira, 1º, o chefe do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) em Mossoró, região oeste Rio Grande do Norte.

Segundo a PF, o cumprimento do mandado de prisão preventiva faz parte de uma operação denominada ‘Corrupião’, que investiga atos de corrupção na unidade do Ibama daquela cidade.

Cerca de dez policiais federais cumpriram dois mandados expedidos pela 10a.Vara da Justiça Federal/RN, sendo um de prisão preventiva contra o acusado e, outro, de busca e apreensão, na sede daquela autarquia federal.

A investigação teve início em outubro de 2017, quando o Ibama recebeu denúncia formulada por um pescador dando conta de que o chefe daquela unidade teria solicitado propina para que ele não fosse autuado durante um processo de fiscalização do órgão.

O nome da operação faz referência a um conhecido pássaro encontrado na região de Caatinga.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.