Polícia Federal prende traficantes no Aeroporto de Guarulhos

A Polícia Federal prendeu no Aeroporto Internacional de São Paulo, em Guarulhos, dois traficantes, um libanês e outro natural do Congo. A primeira prisão aconteceu na quarta-feira, dia 24, quando um libanês procurado internacionalmente por envolvimento em cartel de tráfico de entorpecentes e com prisão decretada para extradição pelo Supremo Tribunal Federal, foi preso quando ingressava no País.O estrangeiro portava passaporte falsificado, que foi detectado pelo sistema informatizado de identificação na PF em Guarulhos. R.Z., de aproximadamente 40 anos, procedente de Santiago, no Chile, estava com prisão em regime aberto devido à extradição solicitada ao governo brasileiro pelo governo da França em 2003.Segundo a PF, existem fortes indícios de que R.Z. faça parte de um cartel de drogas libanês que organiza o transporte da droga da América do Sul, via Antilhas Holandesas, para o Líbano e Síria. Foram apreendidos com o preso: quatro celulares, US$ 2.806,00 e E$ 1.310,00.A outra prisão aconteceu na quinta-feira, dia 25, quando um estrangeiro natural do Congo foi preso. Ele pretendia embarcar para Johanesburgo com 625 gramas de cocaína camufladas em seu sapato e 52 cápsulas de cocaína que haviam sido engolidas.Agentes federais faziam fiscalização de rotina, quando desconfiaram do comportamento de M.K., de 39 anos, e decidiram abordá-lo. Ao ser encaminhado a passar na nova máquina (Smith-sentinal), utilizada para detectar substâncias entorpecentes, esta acusou que o passageiro teria indícios de porte de cocaína (em seu corpo ou em sua bagagem).A droga foi encontrada em dois pacotes envoltos com fita adesiva dentro das palmilhas de seu sapato. Sendo indagado se o mesmo estava transportando mais drogas, respondeu que havia ingerido 52 cápsulas contendo cocaína. O preso foi encaminhado para o hospital geral de Guarulhos, para pronto atendimento médico.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.