Polícia Federal recebe registro de operações de compra de dólares

O Banco Central informou nesta sexta-feira, por meio de nota, que já encaminhou à Polícia Federal todas as informações sobre os registros de operações de compra de dólares pelo banco Sofisa no mês de agosto. O envio desses dados foi determinado pela Justiça Federal no Mato Grosso por causa das investigações sobre os cerca de R$ 1,7 milhão, dos quais parte é em moeda americana, encontrados com petistas em um hotel em São Paulo. A descoberta do dinheiro detonou o escândalo da tentativa de compra de um dossiê contra políticos tucanos organizado pelo empresário Luis Antonio Vedoin.Ainda na nota, o BC comunica também foram repassadas todas as informações sobre os registros de operações de venda de dólares do banco Sofisa acima de US$ 10 mil para outras instituições ou pessoas físicas entre os dias 17 de agosto e 14 de setembro.Quanto à determinação para que os bancos Bradesco, BankBoston, Safra e Banco do Brasil informassem saques em reais acima de R$ 10 mil ou saques acima de R$ 2 mil, feitos em série e que totalizassem mais de R$ 10 mil, o BC disse que fez a solicitação aos bancos no dia 28 de setembro quando recebeu a determinação da Justiça e orientou as instituições a enviar diretamente à PF os dados. A Justiça quer saber sobre os saques realizados dessa forma entre os dias 28 de agosto e 14 de setembro nas cidades de Brasília, Rio de Janeiro e São Paulo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.