Polícia flagra bingo clandestino em Moema

A "locadora de veículos" no número 273 da Rua Carinás, em Moema, zona sul, estava acima de qualquer suspeita. Mas, nos fundos do imóvel, funcionava um bingo clandestino. A jogatina foi desmontada pela polícia na madrugada de ontem após denúncia anônima. Pelo menos 53 máquinas de caça-níquel foram apreendidas. Ninguém foi preso.Segundo a Secretaria da Segurança Pública, o número de caça-níqueis apreendidos tem aumentado. Foram 51.763 no ano passado contra 30.531 em 2007. Uma lei sancionada pelo governador José Serra (PSDB), em janeiro de 2007, impede a exploração de máquinas de caça-níquel. Os que são pegos na ilegalidade sofrem multas e os aparelhos são removidos. Mas, em apenas em dois dias, a reportagem conseguiu jogar sem qualquer restrição. Um dos locais mais procurados pelos "viciados" em jogo fica ao lado do Hospital das Clínicas (HC), em Pinheiros, zona oeste. Os caça-níqueis atraem até acompanhantes de pacientes do hospital. Como o aposentado Jair Alexandre, de 68 anos. Enquanto aguardava a mulher fazer um exame, ele foi até a Rua Teodoro Sampaio. Perdeu R$ 20 em 15 minutos."Dessa vez eu não ganhei nada. Mas tem vez em que consigo dobrar o dinheiro apostado." O boteco onde estão as máquinas serve marmitex. Nos fundos existe uma sala abafada com quatro caça-níqueis. Ao lado do bar, outra padaria lota com a jogatina.Na zona norte, na Avenida Ataliba Leonel, um bar esconde as máquinas atrás de um biombo. Os aparelhos ficam desligados de dia para não chamar a atenção. Quando anoitece é formada uma mesa de jogos de cartas, com apostas de até R$ 50.A Secretaria de Coordenação de Subprefeituras - responsável pela vigilância dos estabelecimentos - informou que, em 2008, 348 locais foram multados por desvio de função. Procurada, a Secretaria da Segurança limitou-se a informar que apenas apreende e guarda as máquinas até a decisão da Justiça.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.