Polícia gaúcha conclui reconstituição de assassinatos no RS

O suspeito das mortes de crianças na região norte do Rio Grande do Sul, Adriano Vicente da Silva, foi levado de volta hoje à Penitenciária de Alta Segurança de Charqueadas, a 60 quilômetros de Porto Alegre, depois de seis dias na região de Passo Fundo, onde participou da reconstituição das mortes de oito meninos.Na última reconstituição, segundo a Agência Brasil, Adriano mostrou como matou Ederson Leite, de 12 anos, sua primeira vítima, em Lagoa Vermelha. Tanto em Sananduva - onde foi feita, também ontem, a reconstituição da morte do vendedor de picolés Daniel Bernardi Lourenço, de 13 a nos, a última vítima de Adriano - quanto em Lagoa Vermelha, a polícia precisou conter a revolta da população.Segundo o diretor do Departamento Estadual de Investigações Criminais (Deic ), delegado João Paulo Martins, a polícia estavacerta em suas investigações de que haveria outros envolvidos em quatro dos crimes. Adriano confessou oito dos 12assassinatos. O delegado informou que serão aprofundados os estudos sobre o caso e, com os resultados dos laudos e reconstituições, serãoconcluídos os inquéritos. Ele adiantou que a polícia civil pedirá a prorrogação da prisão temporária de Adriano da Silva, até a conclusão dos inquéritos. O prazo da detenção termina no dia 6 de fevereiro.

Agencia Estado,

16 de janeiro de 2004 | 15h23

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.