Polícia identifica de onde partiu o tiro que matou caloura

A Polícia prendeu nesta quinta-feira Anderson dos Santos Moreira, de 19 anos, envolvido no tiroteio da festa de calouros no campus de Presidente Prudente, na madrugada de 22 de fevereiro. A troca de tiros entre gangues que disputavam ponto de drogas matou a estudante Mariana Braga da Costa, de 18 anos, que nada tinha com a briga.As reconstituições apuraram que o tiro mortal que atingiu a cabeça da caloura de engenharia ambiental partiu da arma (revólver calibre 38) de Sidnei Zanardi, de 19 anos. O exame de balística foi impossível, porque o cartucho ficou muito amassado. Zanardi está foragido.O delegado da Delegacia de Investigações sobre Entorpecentes (Dise) Marco Antonio Scaliante Fogolin disse nesta quinta-feira que a prisão de Zanardi deve ocorrer em breve, devido às investigações em andamento. No tiroteio, Ivan da Costa Alonso, de 21 anos, foi o único integrante da gangue gravemente ferido. Recebeu quatro tiros e sobreviveu.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.