Polícia identifica mais 3 suspeitos da morte de delegado no Paraná

Até oito pessoas podem estar envolvidas no assassinato ocorrido em Pontal do Paraná, no litoral do Estado; Nesta terça, um suspeito foi preso

Julia Baptista, estadão.com.br

25 de agosto de 2010 | 09h48

SÃO PAULO - A Secretaria da Segurança Pública do Paraná informou nesta quarta-feira, 25, que a polícia identificou três suspeitos do assassinato do delegado de Pontal do Paraná José Antônio Zuba de Oliva, 47 anos, morto em uma emboscada ontem no litoral paranaense. Ontem, 24, foi preso Francisco Diego Vidal Coutinho, 20 anos, fugitivo do 63.º Distrito Policial de Niterói (RJ).

 

Foram identificados Felipe, conhecido como "Tex", e que portava documentos em nome de André Nascimento Gomes; Paulo "Tutancamon", 42 anos e Paulo "Ganchinho", ambos foragido do presídio Bangu 4, Rio de Janeiro.

 

A polícia acredita que oito pessoas estejam envolvidas no assassinato do delegado. "Pedimos à população que denuncie pelos telefones 181 ou 190 qualquer movimentação suspeita. Procuramos por pessoas que não morem no Litoral e que estejam fortemente armadas", disse o secretário da Segurança Pública, Aramis Linhares Serpa.

 

A Secretaria enviou equipes do Centro de Operações Policiais Especiais (Cope), da Delegacia de Furtos e Roubos, Delegacia de Homicídios, Divisão Estadual de Narcóticos (Denarc), Grupo Tigre, Batalhão da Polícia de Choque e o efetivo disponível das polícias Militar e Civil, de Curitiba e do Litoral, para fechar o cerco contra os suspeitos. A polícia de Santa Catarina e a Polícia Rodoviária Federal também dão apoio às investigações para tentar localizar os criminosos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.