Polícia identifica suspeito de furtar quadro de Portinari em PE

Suspeito do roubo de 'Enterro', deixou um impressão digital na fita que prendia a moldura do quadro; ele deve ser ouvido ainda nesta semana

Fabiana Marchezi, do estadão.com.br

27 de julho de 2010 | 15h55

SÃO PAULO - A Polícia Civil de Pernambuco já tem a identidade de um suspeito de furtar o quadro "Enterro", de Cândido Portinari. Um laudo entregue à polícia pelo Instituto de Identificação Tavares Buril na segunda-feira, 26, identificou a impressão digital na fita que prendeu a moldura do quadro, depois do roubo.

 

De acordo com a polícia, o suspeito, cuja identidade não foi revelada, deve ser ouvido ainda nesta semana. A polícia quer saber se ele levou o quadro ou se apenas tocou na fita.

 

A obra, avaliada em R$ 1,5 milhão, foi furtada do Museu de Arte Contemporânea (MAC) em Olinda. O crime foi percebido no último 14, porém a data do furto é desconhecida.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.