Policia identifica um dos assassinos dos PMs na Linha Amarela

O comandante do Batalhão de Vias Especiais da Polícia Militar (BPVE), coronel Roberto Penteado, informou ontem que um dos assassinos dos dois soldados da unidade executados na manhã de sexta-feira na Linha Amarela já foi identificado. O grupo que atacou os PMs seria formado por pelo menos quatro traficantes, dos quais dois usavam coletes semelhantes da Polícia Civil. A identificação do bandido foi feita por testemunhas do crime, que estiveram na sexta-feira na delegacia de Bonsucesso. O comandante do BPVE não quis fornecer mais detalhes, como identidade e área de atuação dos criminosos, para que a prisão dos criminosos não seja prejudicada. Penteado acompanhou, ontem de manhã, o enterro dos dois PMs, Carlos Antônio Gama Alves, realizado no cemitério de São Gonçalo, no Grande Rio, e André Luiz Lima, no Jardim da Saudade de Sulacap, na zona norte da capital. Muito abalada, Alessandra Policarpo, viúva de Alves, passou mal e foi atendida por paramédicos. Os dois soldados foram alvejados por volta das 6 horas, quando faziam o patrulhamento motorizado da via expressa Linha Amarela, na altura do bairro de Bonsucesso. Os criminosos, que portavam fuzis, estavam em dois automóveis. Eles atiraram primeiro contra o pneu traseiro do carro da PM. Em seguida, dispararam diversas vezes contra os soldados. Roubaram um fuzil e duas pistolas e fugiram em alta velocidade.

Agencia Estado,

25 de dezembro de 2004 | 13h22

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.