Polícia identifica um dos suspeitos por depredar Itamaraty na quinta

Rapaz de 32 anos será indiciado por dano ao patrimônio público

Daiene Cardoso, O Estado de S. Paulo

22 Junho 2013 | 16h01

BRASÍLIA - A Polícia Civil do Distrito Federal identificou nesta sexta-feira, 21, um dos suspeitos pelo vandalismo no Palácio do Itamaraty durante a manifestação da quinta-feira, 20, na Esplanada dos Ministérios. Cláudio Roberto Borges de Souza, de 32 anos, que cumpre pena de prisão domiciliar por furto, foi identificado através de imagens de TV. O suspeito já respondeu processo por lesão corporal, injúria e agora será indiciado por dano ao patrimônio público, cuja pena varia de um a três anos de prisão.

O serviço de inteligência da Polícia Civil conseguiu localizar o suspeito após o cruzamento das imagens gravadas do ato de vandalismo com o banco de dados dos criminosos do DF. Os policiais encontraram Cláudio em casa, onde foram apreendidas as roupas utilizadas no momento em que ele atacou o prédio do Itamaraty com coquetel molotov.

O suspeito foi levado à delegacia, prestou depoimento e foi liberado em seguida porque não houve flagrante. O inquérito será conduzido pela Polícia Federal por se tratar de invasão e depredação de órgão da União.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.