Polícia intensifica buscas por Elias Maluco

A polícia intensificou a caçada ao traficante Elias Pereira da Silva, o Elias Maluco, apontado como assassino do jornalista da TV Globo Tim Lopes. Os policiais estão percorrendo as favelas dominadas pela mesma facção criminosa do bandido, o Comando Vermelho (CV), onde ele pode estar escondido. Nas últimas 48 horas, três comparsas do criminoso foram presos - entre eles Marcílio Moraes de Oliveira, de 31 anos, o Macotchelli, seu braço direito, segundo a polícia.O objetivo da polícia é capturar bandidos que já tiveram prisão decretada pela Justiça. Os detalhes sobre as ações não estão sendo divulgados para que os traficantes sejam surpreendidos. "Se eu digo o que a polícia está fazendo, eu não prendo ele", disse o chefe de Polícia Civil, Zaqueu Teixeira, referindo-se a Elias Maluco. A área que será vasculhada pelas equipes é ampla - há informações de que o bandido pode estar abrigado em favelas em Vigário Geral, na zona norte, e Vila Kennedy, na zona oeste. As operações estavam previstas para começar no início desta noite.De manhã, recomeçaram as buscas pelo corpo de Tim Lopes. No alto da Favela da Grota, no Complexo do Alemão, zona norte, onde a polícia descobriu um cemitério clandestino utilizado pelos traficantes, foram encontrados mais fragmentos de ossos enterrados recentemente, numa nova cova descoberta pelas equipes. Lá havia também cápsulas de pistola calibre 45. Policiais acharam também uma fivela, que pode ser de um cinto, e um anel. O material será submetido a reconhecimento por parentes do repórter. Até agora, nenhum resto humano encontrado examinado foi confirmado como sendo do jornalista. Os exames de DNA ainda poderão levar um mês, mas o delegado Zaqueu Teixeira acredita que os fragmentos recolhidos na terça-feira sejam mesmo do corpo de Lopes. Segundo Teixeira, o exame irá confirmar sua tese.O repórter foi homenageado hoje com uma missa na Igreja de Santo Antonio de Jacutinga, em Nova Iguaçu, Baixada Fluminense. Cerca de 400 pessoas acompanharam a cerimônia. Tânia Lopes, irmã do jornalista, leu uma carta exaltando o trabalho do irmão e exigiu a prisão de seus assassinos. A operação de hoje no Complexo do Alemão resultou na prisão Carlos Alberto da Conceição, de 21 anos, integrante do bando de Elias Maluco. Ele estava na Favela Nova Brasília e carregava um pacote com meio quilo de cocaína. Numa casa da Favela da Grota foi apreendida uma carga de móveis novos que serviria para mobiliar a casa de um outro bandido da quadrilha. Também foi encontrado material para embalar drogas. Já o braço-direito de Elias Maluco foi preso na noite de ontem em Niterói, no Grande Rio, graças a uma denúncia anônima. Segundo a polícia, ele controlava o tráfico de drogas em dois morros da cidade, a Grota do Surucucu e União. Macotchelli foi preso na companhia de Elias Maluco em 1997.Escola Mesmo com a presença de policiais civis que participavam das buscas a Tim Lopes, o Ciep Maestro Francisco Mignone, que fica numa das ruas de acesso à Favela da Grota, foi fechado hoje, por volta das 10 horas. A direção da escola recebeu um telefonema que seria de bandidos da favela ordenando a suspensão das aulas e mandou os alunos para casa às pressas. A Secretaria Municipal de Educação informou que a escola foi fechada por causa dos conflitos envolvendo traficantes da região.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.