Polícia investiga ameaça a juiz por telefonema anônimo em Franca

A polícia de Franca, na região de Ribeirão Preto, investiga um telefonema anônimo feito ontem à tarde, provavelmente de um orelhão, ao Fórum da cidade, ameaçando um juiz, cujo nome não foi divulgado. O autor da ligação teria mencionado apenas que o juiz poderia "dormir em paz" naquela noite, mas que poderia ter problemas nas seguintes. A ligação ocorreu pouco depois que a polícia francana prendeu uma quadrilha de traficantes, com sete pessoas (três mulheres), que estava sendo investigada através de um grampo telefônico autorizado pela Justiça. Um inquérito foi aberto para apurar a ameaça ao juiz e o caso será encaminhado ao Tribunal de Justiça do Estado. A segurança do Fórum de Franca poderá ser reforçada.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.